Embaixadora da Alemanha, Bettina Cadenbach, visita a sede do Ibama em Brasília

Diplomata também conheceu instalações do Prevfogo

A embaixadora da Alemanha, Bettina Cadenbach, esteve no Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), esta semana. Ela foi recebida pelo presidente do Instituto, Rodrigo Agostinho, e pelo diretor de Proteção Ambiental (Dipro), Jair Schmitt.

Durante a conversa que manteve com Agostinho e Schmitt, Bettina demonstrou interesse no trabalho que o Ibama realizou no ano passado, principalmente sobre a redução de 50% do desmatamento na Amazônia.

“Reconhecemos o importante papel dos servidores do Ibama para resistir aos retrocessos ambientais do governo anterior, resultado de ações efetivas de comando e controle”, parabenizou a embaixadora. Ela aproveitou para conhecer, também, as instalações do Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo).

Agostinho explicou que os bons números obtidos pelo Ibama foram possíveis graças à forte presença da fiscalização nos locais onde se concentravam as maiores taxas de desmatamento, além de outras práticas: o uso da tecnologia e a descapitalização daqueles que destroem a floresta, como a apreensão de gado seguida do embargo de terras, a localização e a destruição de equipamentos utilizados para o cometimento de crimes ambientais.

“Cerca de 20 municípios da região amazônica reúnem metade do total de derrubada ilegal de mata”, lembrou o presidente do Ibama.

Durante o encontro, o diretor da Dipro antecipou pontos do novo projeto do Instituto para ações de combate ao desmatamento na Amazônia e em outros biomas. A proposta tem foco na fiscalização remota, em sistemas informatizados, no controle do comércio do mercúrio, no reforço de bases operacionais e de treinamento, na aquisição de aeronaves, bem como na gestão e na governança.

“Sempre na lógica de fortalecer o federalismo. O Ibama é referência em fiscalização ambiental, queremos aumentar a troca de experiência com estados e municípios para reforçar as ações de combate ao desmatamento”, afirmou Jair Schmitt.

A Alemanha faz parte do grupo de países financiadores do Fundo Amazônia. Desde dezembro de 2010, por meio do KfW Entwicklungsbank, fez seis doações que totalizaram R$ 300 milhões. É o segundo maior doador do Fundo.

As informações são do Ibama.

Compartilhe
Fabiana Ceyhan

Fabiana Ceyhan

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.