Embaixador Francês Michel Miraillet recebe convidados para celebrar “O dia da Música”

                                                                                                                                                                                                                                                                   

                                                                                                                                                                                                                                                      

 

O Embaixador da França no Brasil Sr Michel Miraillet  recebeu em sua residência oficial no dia 21 de junho,   convidados do governo brasileiro e embaixadores de outros países em missão no Brasil, para uma recepção de música. A festa da música é um festival tradicional celebrado na França desde 1882 no dia 21 de junho. o evento foi um Concerto de  Viola da gamba e Cravo  com Ana Cecilia Tavares e Cecilia Aprigliano:

 

Na França ,  o presidente, Emmanuel Macron, e sua esposa, Brigitte, abriram as portas do Palácio do Eliseu para o primeiro festival de música eletrônica na sede do governo nacional.

Cerca de 1,5 mil pessoas  compareceram para a festividade, dentre elas Macron e  esposa, além de diversos nomes da música francesa, como Busy P, Kavinsky, Chloé Thévenin, Cézaire e Kiddy Smile.

A decisão foi aprovada pela ministra da Cultura Françoise Nyssen e elogiada por Jack Lang, que ocupara o cargo na década de 1980.

Repertório de  músicas  tocadas  na embaixada:

Louis Couperin (1626- 1661) —Prelude e Passacaille em Dó maior

Marin Marais (1656-1728) –Prelude e Fantaisie – Troisième Livre de Pièces de Viole -1711-

Beatrice Mattei (1740) – Sonata Per Viola e Cembalo — Grave e Allegro

J.S.Bach (1685-1750)- Prelúdio e Fuga em mi menor- Cravo bem temperado BWV855

Tobias Hume (1579-1645) — Touch Me Lightly and Becus na Hungarian Lord his Delight

Elisabeth Jacquet de La Guerre (1664-1729)—Prelude- Suíte I–  Livre de 1687

Marin Marais (1686-1661) Prelude, Fantaisie, Allemande e Double –Premier Livre de Pièces de Viole

 

 

                                                                                                                                                                                                                                                                    

              

 

                      

 

Informações

 

Ana Cecilia Tavares — cravo
Natural do Rio de Janeiro, é radicada em Brasília. Mestre em cravo pela UFRJ, fez especialização na
França com a cravista Huguette Dreyfus no ciclo de Perfectionnement em cravo no Conservatoire
national de Région de Rueil Malmaison, tendo obtido os prêmios Prix d’Excellence e Prix de
Virtuosité.
Vencedora do VI Prêmio Eldorado de Música em São Paulo, gravou disco solo com obras de
Marchand e Bach pelo selo Eldorado. Gravou ainda álbuns camerísticos com o Estúdio Barroco e
com o Trio Barroco de Brasília e o CD para cravo solo Bach/Froberger. Com o cravista Marcelo
Fagerlande, lançou gravação da obra A Arte da Fuga, de J.S. Bach, em versão para dois cravos
(2010), e o CD Originais e Transcrições (2017).
Foi professora em Cursos Internacionais de Verão da Escola de Música de Brasília, deu aulas de
cravo no CEP-Escola de Música de Brasília, ministrou curso de extensão na UFRJ e publicou
resenha na revista francesa Revue de Musicologie.
www.anaceciliatavares.com

Cecilia Aprigliano

nasceu no Rio de Janeiro. Desde 1993 mora em Brasília. Em 1995 integrou o
quadro de professores da Escola de Música de Brasília onde criou o curso de viola da gamba a nível
básico e técnico. Atuou como professora em quatro Cursos Internacionais de Verão do CEP/EMB.
Estudou em Nova Iorque com a gambista Judith Davidoff na Universidade de Columbia/NY aonde os
obteve os títulos de Master of Arts e Master of Education in Music. Fez especialização com a
gambista Jane Hershey (2001/ Boston) e com a gambista Marianne Müller (1997/Lyon). Desde
2004 realiza colaborações com outras áreas das artes através de performances envolvendo artes
visuais e dança. Apresentou a performance O Livro de Fundo em Brasília, Fortaleza, Porto Alegre e
Rio de Janeiro. Em 2017 o concerto/performance Solitude com a integração dança, viola da gamba
e vídeo-arte. Participa de series musicais no CCBB do Rio de Janeiro e Brasília desde 1997.
Integrou a orquestra barroca da Opera Orfeu de Monteverdi no Theatro Municipal do Rio de Janeiro
em 2007 sob a regência do cravista Marcelo Fagerlande. Em 2008 participou como palestrante da
V Semana do Cravo da UFRJ.

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.