Embaixador da Bélgica, Peter Claes, visitou o Pará e tratou de possibilidade de investimento

Segundo o diplomata, há um grande interesse das empresas belgas em investir no Estado

Embaixador da Bélgica, Peter Claes, esteve recentemente no estado do Pará, onde reuniu-se com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), Paulo Bengtson, o vice-presidente executivo da Federação das Indústrias do Estado do Pará (Fiepa), Clóvis Carneiro. Também estiveram presentes no encontro o secretário-adjunto da Sedeme, Carlos Ledo; o diretor de Energia da Sedeme, Mauro Bastos, e o assessor Leonardo Lobato.

A reunião teve como objetivo conhecer o potencial econômico do estado, tratar sobre diretrizes para o fortalecimento de possibilidades de futuros investimentos, intercâmbios entre o Governo do Pará e potenciais investidores belgas em áreas como turismo, energia renováveis, indústrias, tecnologia e outros.

Paulo Bengtson aproveitou o encontro para apresentar as políticas de incentivos fiscais para atrair investimentos, e também destacou o potencial econômico paraense nas áreas de energias, infraestrutura, indústria, logística e outros. “Estamos de portas abertas, temos um clima favorável, as maiores rotas comerciais e estamos desenvolvendo nossa logística, com grandes projetos estruturais a exemplo da construção da Ferrovia do Pará, que integrará os municípios do sudeste paraense ao porto de Vila do Conde, em Barcarena, e de lá até a ferrovia Norte-Sul”.

Segundo o embaixador, que visita o Pará pela primeira vez, há um grande interesse das empresas belgas em investir no Estado. “Empresas belgas já atuam em outras regiões do Brasil, com investimentos da ordem de US$ 60 bilhões. Esta visita ao Pará tem como objetivo conhecer o potencial econômico e comercial do Estado, e assim, estreitar relações para futuros investimentos em áreas como o turismo, logística, industrias e outros”, disse o embaixador.

As informações são da Agência Pará.

 

Compartilhe
Fabiana Ceyhan

Fabiana Ceyhan

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.