Embaixada dos EUA anuncia que líder indígena brasileira integrará o Indigenous Youth Leadership Coalition

Iniciativa é do Departamento de Estado dos Estados Unidos

 A líder indígena Maricelma Francelino Fialho Cândido, do Mato Grosso do Sul (MS), participou da terceira edição do White House Tribal Youth Forum, hoje, 6 de novembro, em Washington D.C. O evento reuniu lideranças indígenas de 18 a 24 anos dos Estados Unidos que compartilharam e discutiram com o alto escalão da Casa Branca a importância da representação indígena no governo federal, além de soluções para desafios urgentes tanto no âmbito das comunidades indígenas quanto no país como um todo: mudança climática, saúde mental, soberania, e segurança alimentar.

Neste ano, além de participantes indígenas dos EUA, seis jovens lideranças de outros países das Américas foram selecionadas para integrar a iniciativa do Departamento de Estado Indigenous Youth Leadership Coalition (IYLC) – grupo que visa a uma integração de jovens lideranças indígenas da região – e também a participar do fórum. Maricelma Cândido foi uma das escolhidas e representará o Brasil ao lado de jovens do Canadá, Colômbia, Guatemala, Honduras e México

Maricelma Francelino Fialho Cândido é uma mulher indígena do povo Terena, cuja comunidade se localiza no estado do Mato Grosso do Sul (MS). Ela é biomédica e mestranda na Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS). O campo de pesquisa dela é o de doenças infecciosas, com ênfase em fungos causadores de micoses sistêmicas, especialmente presentes nas comunidades rurais indígenas, as quais, de acordo com a hipótese levantada por ela, são frequentemente negligenciadas e subdiagnosticadas. Maricelma é também tesoureira do Instituto Terena de Educação Intercultural e participante do Access E2C, programa intensivo de inglês para jovens profissionais negros, negras e indígenas promovido pela Embaixada e Consulados dos Estados Unidos no Brasil.

As informações são da Embaixada dos EUA.

Compartilhe
Brasília in Foco

Brasília in Foco