Embaixada da Espanha promove concerto espanhol no Cine Brasília

Com motivo da celebração do segundo centenário da Independência do Brasil e que Brasília é a Capital Ibero-americana da Cultura, a Embaixada da Espanha e o Instituto Cervantes organizam um concerto no dia 24 de maio, no Cine Brasília, conduzido pelo Maestro Ignacio García Vidal. O Maestro junto a cantora Mariola Membrives, executarão canções do repertório dos compositores Joaquin Turina Pérez e Manuel de Falla, com letras de Federico García Lorca especialmente escritas para ser cantadas por vozes flamencas.

A amizade entre Falla e o jovem Lorca deixou-nos um conjunto de composições que, individualmente ou em combinação, são uma das melhores expressões de um olhar que

BRASILIA

combina a estética transgressiva da vanguarda europeia com o folclore popular interpretado pelas vozes profundas dos cantores de flamenco. Dessa amizade, e da paixão partilhada entre o músico e o poeta, surgiu, em Junho de 1922, o “Concurso de Cante Jondo de Granada” realizado na Alhambra, um concurso que uniu no mesmo palco lendas do antigo flamenco com figuras emergentes que interpretaram, cada uma à sua maneira, canções populares como romances, bulerías e algumas canções de ninar andaluzas, com uma banda sonora muito especial: composições do grande maestro Turina.

Este será, em termos gerais, o concerto que García Vidal e Membrives irão apresentar em Brasília, no dia 24 de maio, que será reproduzido no Rio de Janeiro no dia 31 de maio: o Cante Jondo dos primeiros 30 anos do século XX dirigido e interpretado por artistas nascidos nos últimos 20 anos do mesmo século.

No extenso currículo do Maestro Ignacio García Vidal lemos nomes de lugares emblemáticos como o Teatro Real em Madrid, o Teatro Colón em Buenos Aires, o Teatro Nacional Sucre em Quito, o Théâtre Nacional em Argel ou o Teatro Solís em Montevideo. Também orquestras bem conhecidas como a Orquesta Sinfónica y Coro de Radio Televisión Española, a Orquesta Sinfónica Nacional Argentina, a Orchestre Symphonique National Algerienne, a Orquesta de la Radio Nacional de Kiev e as Orquestras Filarmónicas de Montevideo, Würzburg na Alemanha ou Quito.

A sua contraparte nestes dois concertos, a cantaora Mariola Membrives é uma das figuras emblemáticas no mundo da didática da voz, bem como na atuação teatral e no canto flamenco. Desde a sua estreia em 2014 até hoje, tem colaborado com empresas como La Fura dos Baus, a pianista Chano Domínguez e tem apresentado projetos no Teatre Grec em Barcelona, tendo recebido prémios e distinções pelo seu álbum “Llorona” (Whatabout Music), um dueto com o contrabaixista japonês Masa Kamaguchi, bem como por “Lorca”. Spanish Songs” (Karonte), um duo com o guitarrista norte- americano Marc Ribot (Tom Waits, John Zorn…), este último considerado um dos álbuns mais importantes de 2019; estreou espetáculos em que o flamenco, o jazz e a música de raiz assumiram um papel de liderança inquestionável.

Compartilhe
Fabiana Ceyhan

Fabiana Ceyhan

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.