Em visita ao Brasil, Ministro do Marrocos Nasser Bourita firma acordos com o governo brasileiro

Brasil e Marrocos firmam acordos para incentivar investimentos e Ministro de Negócios estrangeiros abre exposição marroquina no Senado Federal

O aumento das conexões aéreas bilaterais também está previsto

 

Por José Romildo, da Agência Brasil  Brasilia

O Brasil e Marrocos querem dinamizar o comércio bilateral e expandir mais os investimentos em suas respectivas economias. Este é objetivo dos acordos assinados  ontem (13) pelo chanceler brasileiro Ernesto Araújo e o ministro dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação Internacional do país africano Nasser Bourita.Com um déficit de US$ 113 milhões no comércio bilateral com o Marrocos, no período de janeiro a maio deste ano, o Brasil busca, com os tratados assinados, reverter os números a seu favor. Os acordos envolvem as áreas de investimentos diretos, transportes aéreos, cooperação entre academias diplomáticas, defesa, eliminação de bitributação, intercâmbio e aplicação de tecnologia agrícola e negociações comerciais triangulares.Na parte de transportes, os acordos vão estimular um maior número de conexões aéreas entre os dois países, a fim de estimular o turismo e a construções de instalações hoteleiras.Segundo o chanceler Ernesto Araújo, os acordos são positivos porque fortalecem o diálogo bilateral e constroem políticas com base em um estatuto legal sólido “e não a partir de ideias abstratas”.O embaixador de Marrocos no Brasil, Nabil Adghoghi, destacou a importância dos acordos como “um marco legal” destinado a facilitar as relações bilaterais. “Agora é montar uma estrutura de cooperação entre o Brasil e o Marrocos destinada a expandir não só o comércio como também estimular negociações sobre investimentos e projetos”.

Saara Ocidental

Durante o encontro, o ministro Nasser Bourita pediu o apoio do chanceler brasileiro à proposta marroquina de dar autonomia, mas não independência, aos habitantes do Saara Ocidental, território considerado pelas Nações Unidas como “não autônomo”. Em resposta, o ministro brasileiro disse que a proposta marroquina é “realista” e merece as “boas vindas” da comunidade internacional. O controle do território é disputado pelo Marrocos e pelo movimento independentista Frente Polisário.

Exposição no Senado Federal:

O Ministro também visitou o Presidente do Senado, David Alcolumbre e abriu uma exposição de fotos no salão negro da casa legislativa. Senadores e membros da sociedade civil estiveram presentes e discursaram . O senador Carlos Viana  enfatizou a importância da boa convivência e diplomacia entre os povos . O embaixador do Marrocos no Brasil Nabil Adghoghi acompanhou toda a visita e as articulações bilaterias entre os dois governos, que mantém sólidas relações diplomáticas.

Fabiana Ceyhan

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.