Concurso do TJDF é lançado, com salários de até R$ 19 mil

Foi publicado no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) no dia 2 de agosto, o Edital do TCDF que trata de concurso público para provimento de cargos efetivos no Tribunal de Contas do Distrito Federal. São 23 vagas no total, com salários iniciais variando entre R$ 11 mil e R$ 19 mil.

O edital prevê dez vagas para o cargo de Auditor de Controle Externo – área de Auditoria; três vagas para o cargo de Auditor de Controle Externo – área Especializada, na especialidade Tecnologia da Informação – Orientação Sistemas de TI; e dez vagas no cargo de Analista Administrativo de Controle Externo, além de formação de cadastro de reserva.

O concurso público abrange provas objetivas de múltipla escolha seguidas de provas discursivas, ambas de caráter eliminatório e classificatório, a serem aplicadas em Brasília. A banca responsável pela aplicação das provas é o Cebraspe.

As provas serão realizadas nas datas prováveis de 19 de novembro de 2023 (Analista Administrativo de Controle Externo), 3 de dezembro de 2023 (Auditor de Controle Externo – área de Tecnologia da Informação), e dia 10 de dezembro de 2023 (Auditor de Controle Externo – área de Auditoria), das 8h às 18h, segundo o horário de Brasília.

Das vagas ofertadas, 20% são reservadas a pessoas com deficiência, 20% aos que concorrerem a cotas para negros e 10% a candidatos hipossuficientes.

As inscrições estarão abertas a partir das 10h do dia 20 de setembro de 2023 e vão até as 18h do dia 10 de outubro de 2023. Para se inscrever, o interessado deverá acessar o endereço eletrônico do Cebraspe: dúvidas, perguntas e eventuais esclarecimentos sobre o concurso devem ser sanados pela própria banca organizadora.

Compartilhe
Fabiana Ceyhan

Fabiana Ceyhan

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.