Argentinos escolhem seu novo presidente hoje

Governista Sergio Massa e o economista liberal Javier Milei disputam quem governará o país pelos próximos quatro anos

A Argentina realiza, neste domingo (19), eleições presidenciais. O segundo turno é disputado pelo atual ministro da Economia, o governista Sergio Massa, do partido Unión por la Patria, e o economista liberal Javier Milei (La Libertad Avanza).

No primeiro turno, em 22 de outubro, Massa recebeu 36,69% dos votos válidos, enquanto Milei teve 29,99%.

Na disputa pela Casa Rosada, sede da presidência da Argentina, os dois candidatos ofereceram propostas bem distintas sobre que rumos querem para o país caso sejam eleitos.

As propostas de Javier Milei incluem reduzir o Estado ao mínimo e aposta que, para a economia se desenvolver, é preciso mais incentivos ao comércio e às exportações argentinas.  Ele já criticou o Mercosul e rejeita a participação da Argentina no bloco econômico BRICS. 

Por sua vez, Sérgio Massa propõe a manutenção de um Estado forte.  Ao tratar da economia, prometeu alcançar o equilíbrio fiscal e cumprir as metas acordadas com o Fundo Monetário Internacional (FMI). Disse ter planos para reconstruir os rendimentos prejudicados pela inflação e converter os planos sociais em empregos aos cidadãos argentinos. Ele afirma que buscará mais parceiros comerciais e novos mercados para atrair divisas ao país. 

Compartilhe
Fabiana Ceyhan

Fabiana Ceyhan

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.