A primeira missão chinesa de exploração de Marte foi nomeada Tianwen-1, anunciou a Administração Espacial da China

A primeira missão chinesa de exploração de Marte foi nomeada Tianwen-1, anunciou ontem a Administração Espacial Nacional da China (CNSA, em inglês), no Dia Espacial da China.

O nome se origina do longo poema “Tianwen”, que significa Perguntas Celestiais ou Perguntas ao Céu, escrito por Qu Yuan (cerca de 340-278 a.C.), um dos maiores poetas da China antiga.

No poema “Tianwen”, Qu Yuan levanta uma série de questões em versos envolvendo o céu, estrelas, fenômenos naturais, mitos e o mundo real, mostrando suas dúvidas sobre alguns conceitos tradicionais e o espírito de buscar a verdade.

A CNSA revelou que todas as missões de exploração planetária da China no futuro farão parte da série Tianwen, significando a perseverança da nação chinesa em perseguir a verdade e a ciência e explorar a natureza e o universo.

Também foi apresentado o logotipo das missões de exploração planetária do país, com a letra C, representando a China, cooperação internacional e capacidade de ingresso ao espaço.

A China planeja lançar a sonda de Marte em 2020, com o objetivo de completar a órbita, o pouso e a movimentação em uma missão.

Desde 2016, a China designou o dia 24 de abril como o Dia Espacial do país para marcar o lançamento de seu primeiro satélite Dongfanghong-1 no espaço, em 24 de abril de 1970. Este ano é o 50º aniversário do início do ingresso da China no espaço.

As diversas atividades do Dia Espacial tornaram-se uma janela para o público chinês e do mundo entender melhor o progresso aeroespacial da China.

Zhang Kejian, chefe da CNSA, contou que nos últimos 50 anos, os engenheiros e cientistas espaciais chineses superaram várias dificuldades e alcançaram o desenvolvimento aeroespacial através da autossuficiência e da inovação independente.

Ele apontou que a CNSA está disposta a trabalhar em conjunto com a comunidade internacional para fazer novas e maiores contribuições para explorar os mistérios do universo e promover o bem-estar humano com base na igualdade, benefício mútuo, utilização pacífica e desenvolvimento inclusivo.

Xinhua

A CNSA divulga o logotipo das missões de exploração planetária da China em 24 de abril de 2020. (Xinhua)

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.